quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Um Urso Chamado Paddington

O Sr. Brown e sua esposa estavam na estação de trem para buscar sua filha Judy que estava voltando de férias do colégio interno. Agora imaginem o espanto da Sra. Brown, ao ouvir seu marido dizer que estava vendo um urso em meio à multidão!
Como a Sra. Brown não quis acreditar, Sr. Brown a puxou pelo braço e saiu arrastando a esposa pela estação. Em menos de minuto, a Sra. Brown viu diante de si uma criatura pequena e peluda, com um chapéu engraçado. Pois o Sr. Brown tinha razão! Era um urso, mesmo! E na maleta na qual estava sentado havia uma etiqueta com os dizeres: "Por favor, cuide deste urso. Obrigado."
Como resistir a um pedido tão singelo? O Sr. e a Sra. Brown não conseguiram! Logo, um ursinho desastrado e cheio de ideias divertidas faria parte da família Brown. E em poucos dias, o Sr. e a Sra. Brown não podiam imaginar uma vida sem ele!

Com apenas sete capítulos, o livro é uma experiência divertida para crianças de todas as idades!

Título: Um Urso Chamado Paddington
Autor: Michael Bond
Recomendado a crianças de sete anos em diante.
Texto integral.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Minha Vida de Menina

Helena Morley viveu no Brasil, o nosso Brasil. Em 1893, tinha treze anos e como muitas meninas dessa idade, possuiu um diário no qual relatou suas aventuras e desventuras. Minha Vida de Menina é o seu diário, onde ela escreveu até 1895, e que foi seu confidente mais secreto.
Helena Morley, menina vivaz, cheia de parentes, amigos e trabalhos a fazer, mas de espírito impetuoso e natureza arrebatada. Helena Morley, obediente, mas preguiçosa. Helena Morley, uma menina sem encantos. 
Se em sua vida de menina, Helena não tivesse tido um bom exemplo para seguir, esse livro não seria recomendável para ninguém. Mas Helena Morley tinha uma avó. E essa avó era virtuosa, boa e compassiva. Essa avó lhe ralhava quando ela aprontava. Essa avó lhe ensinou o certo e o errado.
Essa avó era seu consolo.

Helena Morley publicou seu diário para que as demais meninas do Brasil pudessem conhecer essa sua avó e aprender com ela o que aprendeu Helena em sua vida de menina.

Título: Minha Vida de Menina.
Autor: Helena Morley
Recomendado a meninas de doze a quinze anos.
Texto integral.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Tio Robinson

O Sr. e a Sra. Clifton, juntamente com seus quatro filhos regressavam aos Estados Unidos a bordo do Vankouver. Parecia uma viagem tranquila de volta ao lar. O que eles não imaginavam é que a história tomaria um rumo diferente.

Estavam no meio da viagem quando começou um motim. Um grupo de marinheiros queria tomar posse do navio. O Sr. Clifton logo tomou o partido do capitão. Mas o número de amotinados era maior que o número de homens fiéis a seu capitão e estes logo foram aprisionados. Sem saber o que fazer com a Sra. Clifton e seus filhos, os amotinados lançaram uma chalupa ao mar e mandaram entrar nela a desesperada mãe e seus filhos. As ondas furiosas do mar logo afastaram a chalupa do navio, separando assim a Sra. Clifton de seu marido e entregando-os ao turbulento mar.

Se a história continuasse assim, seria terrível demais para as crianças lerem e eu teria que recomendar esse livro para  os adultos. Mas se vocês olharem lá embaixo na minha postagem, irão ver que não fiz isso. Esse livro é para crianças, sim. E sabem por quê? Leiam mais um pouco e já descobrirão!

Antes que a chalupa tivesse se distanciado, levando consigo cinco figuras desventuradas e entregues à aflição, um marinheiro valentemente pulou na água. Era Flip, um dos homens do Vankouver. Ele nadou até a chalupa e subiu a bordo. Era mais uma esperança que nascia no coração da Sra. Clifton. Juntos, Flip, a Sra. Clifton, e seus filhos irão enfrentar a maior aventura de suas vidas, apenas com sua inteligência, perseverança, um palito de fósforo e uma chaleira!

Um livro cheio de aventuras, ciências naturais e imaginação! 

Título: Tio Robinson
Autor: Júlio Verne
Recomendado a jovens de doze anos.
Texto integral.

sábado, 31 de dezembro de 2016

Quo Vadis?

Naqueles dias, Roma era governada por Nero. Ele era um homem cruel e se ocupava apenas em festins indecentes e na degradação de Roma.Dentre os convidados a esses festins, estava Petrônio, que, como tribuno, era exigido ao lado de César (Nero).
Após um cansativo festim, Petrônio buscou a paz de seu lar, recebendo, em seguida, a visita de seu sobrinho bem-amado, recém-chegado da guerra. Apesar de poupado das flechas inimigas, Marcus Vinícius não se salvara de uma ferroada do amor, pela qual vinha pedir conselhos ao tio. A dona de seu coração era a princesa Lígia, confiada aos cuidados de Aulus Plautius.
Petrônio prometeu ajudá-lo, mas sabia que Aulus não entregaria sua protegida a qualquer um, portanto concebeu um plano mais ardiloso: convenceria Nero a obrigar Aulus Plautius a entregar Lígia a seu sobrinho. Conseguiu seu intento. Ao saber da ordem, Aulus Plautius e sua esposa não tiveram escolha e entregaram Lígia a Marcus Vinícius. Lígia, porém, mal teve a oportunidade, fugiu, indo se esconder sob a túnica do Apóstolo Pedro. Era cristã a princesa, sabia-o Vinícius e enfurecia-se com isso, pois não o era. Indeciso, o rapaz não sabia que direção tomar. No entanto, Nero declarara perseguição aos cristãos. Sua Lígia estava em perigo!

Adaptado para jovens de treze anos, esse livro é uma lição de fidelidade e amor a Deus.

Título: Quo Vadis?
Autor: Henryk Sienkiewicz
Adaptado por Chiquita Rodrigues
Recomendado a jovens de treze anos.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Os Desastres de Sofia

Eu li, aos oito ou nove anos, os livros As Meninas Exemplares e As Férias, da Condessa de Ségur. Esses dois volumes são precedidos pelo livro Os Desastres de Sofia, cuja leitura concluí recentemente. Não sei como eu consegui  entender o livro As Férias sem ter lido esse, pois o terceiro volume conta o que aconteceu com os pais e primos de Sofia após a viagem que encerra o primeiro volume da trilogia. Bom, tendo já falado sobre os outros dois livros, cabe a mim agora falar sobre o primeiro, que introduz a levada Sofia e suas pérolas.
A menina Sofia estava com quatro anos. Quantas travessuras aprontou nesse livrinho! Um dia ganha uma boneca e no outro ela já está em estado tão lastimável que Sofia e suas primas Camila e Madalena se veem obrigadas a enterrá-la. Um funeral é organizado. O mesmo não se dá quando Sofia resolve salgar os peixinhos da mãe, ignorando que assim morreriam. Ah, são tantas travessuras! Não ouso contar mais nenhuma. Acabaria com a graça do livro. Vou deixar as demais surpresas para os meninos. Leiam, queridos, e se divirtam com as estripulias da menina Sofia, essa pequena diabrete!

Título: Os desastres de Sofia
Autor: Condessa de Ségur
Recomendado a jovens de oito anos.
Texto integral. Leitura simples.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Um Colégio Diferente

Após os casamentos e diversas aventuras que se podem esperar em um livro intitulado Esposas Exemplares, Jo (a mulherzinha que já há muito conhecemos e que agora merece o título de mãezinha) resolve fundar um colégio para garotos. A ideia promete divertidos episódios e é eleita por todos na ainda de pé família March. 
Mas os rapazes hospedados no colégio de Jo se mostram muito difíceis de controlar, pois cada um tem um defeito diferente e Tia Jo terá muito trabalho. 
A história começa com a chegada de um aluno que quer fazer de tudo para ser agradável à dedicada Tia Jo e com a aparição de um incorrigível rapaz que colocará o colégio de cabeça para baixo. 
Cabe a você descobrir o desfecho disso tudo!

Sim, Louisa May Alcott escreveu um livro para garotos, especialmente para eles, com muitas desavenças, surpresas e um feliz desenlace. E Herberto Sales ainda traduziu e recontou a obra para os mais pequeninos. Não dá para reclamar, né?

Título: Um Colégio Diferente (também conhecido sob o nome de Homenzinhos)
Autor: Louisa May Alcott
Recomendado a jovens de nove anos.
Recontado em português por Herberto Sales.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Aventuras nos Garimpos de Cuiabá

A filha do Sargento-Mor Mateus Bravo, a linda Cristina, era a paixão de muitos rapazes de São Paulo. Pretendentes à sua mão não faltavam. Um desses pretendentes, aliás, era Sua Excelência o dr. Rodrigo do Vale, com quem o pai gostaria que sua filha se casasse. Todavia havia um rapaz sem títulos, casa própria ou profissão definida que andava por aí a fazer o coração de Cristina palpitar. O nome dele dele era Juca de Góis. Cristina não aceitaria casar-se com o dr. Rodrigo enquanto Juquinha estivesse por perto, solteiro e simpático como sempre. Juca de Góis correspondia ao amor de Cristina e faria de tudo para conseguir sua mão. Levando isso em conta, o Sargento-Mor, pai da moça, resolve dar uma chance ao rapaz. Toda gente estava indo para o sertão em busca de fortuna nas minas de ouro descobertas em Cuiabá. Se ele se arriscasse a uma viagem daquelas e voltasse rico, poderia casar-se com Cristina. Juca de Góis não perdeu um só instante. Com o pé em Cuiabá e o coração em Cristina, ele tentará a sorte numa perigosa empreitada, onde apenas a coragem e a sorte poderão ajudá-lo.

Uma leitura destinada a jovens de dez anos em diante que quiserem se situar na História e se divertir com a estória.

Título: As Aventuras nos Garimpos de Cuiabá
Autor: Baltazar de Godoy Moreira
Recomendado a jovens de dez ou onze anos.
Texto integral.